• 22/04/2024

Alimentos que não parecem, mas engordam

Quando elaboramos uma dieta para perder peso, o mais indicado é aumentar a quantidade de alimentos saudáveis no cardápio. No entanto, algumas opções enganam e, mesmo que pareça o contrário, elas têm altas calorias que podem atrapalhar totalmente os seus objetivos. O alerta é da médica nutróloga Dra. Ana Luisa Vilela, especialista em emagrecimento. Ela lista os 10 vilões da balança, que enganam muita gente.

1 – Mingau de aveia

O mingau de aveia se tornou o queridinho das dietas por ser rico em fibras e garantir saciedade e assim fica mais fácil controlar a compulsão, mas o sabor de infância que muita gente atribui ao prato pode descontrolar a quantidade. A dica é substituir por um iogurte natural.

2 – Purê de batata doce

Apesar da batata doce ter baixo índice glicêmico, ela pode contribuir para o ganho de peso. “Uma boa saída para cair ainda mais este índice é trocar pela abóbora, que é mais magrinha”, indica a especialista.

Leia também   Outubro Rosa: é hora de prevenir o câncer de mama

3 – Suco de laranja ou uva

Não é porque é suco natural de fruta que está liberado na dieta. A médica revela que opções como limão ou maracujá apresentam bem menos calorias do que a laranja ou a uva.

4 – Abacate, manga ou uva

“A preferência deve ser por pera, maçã ou morango, que possuem índice glicêmico bem mais baixo”, alerta a especialista.

5 – Arroz e macarrão integral

Novamente, não é porque são alimentos integrais que são a melhor escolha para o cardápio. “Eles podem ser trocados por arroz de couve flor, macarrão de abobrinha ou de palmito pupunha – opções bem mais nutritivas e saudáveis. Além disso, são mais enxutos nas calorias”, explica a nutróloga.

Leia também   5 receitas fitness para incluir na dieta e secar mais rápido

6 – Açaí

Apesar de o açaí ser rico em fibras e antioxidantes, e ter ação anti-inflamatória, ele é bastante calórico. Principalmente quando adicionado de xarope, leite em pó, granola e outros. Por isso, frutas congeladas e batidas no liquidificador podem substituí-lo”, aconselha a médica.

7 – Mel ou açúcar mascavo

Uma colher de sopa de mel tem, em média, 61 calorias. Já o açúcar mascavo é fonte de ferro e cálcio, mas também é bastante calórico (73 calorias em uma colher de sopa) e, por isso, não deve ser consumido em excesso. Adoçantes naturais de xilitol ou estévia podem substituir ambos os alimentos, aponta a especialista.

8 – Óleo de coco ou azeite

Apesar de serem consideradas gorduras boas, a médica lembra que as quantidades de óleo de coco e azeite não devem ser exageradas. “Um pequeno fio é suficiente para temperar um prato cheio de salada, por exemplo”, afirma.

Leia também   Gugu: entenda o que é uma morte cerebral e a Escala de Glasgow

9 – Chocolate 70% cacau

Luisa afirma que o chocolate pode ser trocado por alfarrobas, também conhecidas como Pão-de-João. Isso porque, enquanto o cacau possui até 23% de gordura, a alfarroba possui apenas 0,7%, o que faz dessa planta uma boa opção para quem está em processo de emagrecimento, destaca a médica.

10 – Refrigerantes e sucos diet

Mesmo que sejam diet, essas bebidas não são uma boa opção para manter na dieta. Portanto, sempre que possível devem ser trocadas por água com limão ou águas aromatizadas. “Um refrigerante nessa versão pode até apresentar menos calorias, mas possuem ingredientes artificiais, aromas e sódio e nenhum benefício nutricional. Por isso, não devem ser abusados”, finaliza.

Saúde em Dia

Read Previous

Conscientização e prevenção dão o tom do Dia D contra a dengue

Read Next

Onda de calor: temperatura vai ficar acima da média na próxima semana; veja regiões afetadas