• 4 de março de 2024

BOLSONARO OU LULA? | Eleitor brasileiro tem a difícil missão de escolher entre ‘o menos pior’ para governar o País no próximo domingo (30)

Por José Fernando Vilela – Expressão Brasiliense

O último debate entre os dois candidatos que estão no segundo turno na corrida presidencial realizado, na noite de sexta (28), pela TV Globo, permitiu ao eleitor analisar quais das duas propostas ele quer para o País. Diante do que foi apresentado pelos postulantes, a única certeza que temos é que vamos escolher entre ‘o menos pior’ para nos governar.

Veja também

e-Título pode ser baixado ou atualizado até sábado

O sentimento pós-debate é de que somos obrigados a escolher entre dois presidenciáveis que mais se ativeram em trocar ofensas e acusações do que apresentar propostas e metas para seu povo. Está claro que independente de quem vença amanhã (30), essa disputa por poder e espaço não terá fim.

Leia também   Após forte onda de calor, DF volta a registrar chuvas

Enquanto eles brigam e tentam nos convencer, as previsões para o futuro não são das melhores. Quem for escolhido pela maioria no domingo tem a árdua missão de fazer com que este País ocupe o seu merecido lugar neste Planeta.

Somos uma nação que é reverenciada e admirada pelo mundo afora pela sua cultura, pela alegria de seu povo, pelas festas populares que promovemos, pela força do agronegócio, entre tantas outras ações. Porém, somos ridicularizados quando o assunto é a política, pois carregamos o estigma de ser um País onde a corrupção e a picaretagem reinam.

Durante o debate ficou nítido que cada candidato queria esconder seus ‘podres’ e suas falcatruas, bem como os seus apoiadores. Os dois lados renegaram ser próximos de Bob Jeff (apelido do ex-deputado Roberto Jefferson que está preso após resistir à prisão e trocar tiros com a PF). Aqueles que acompanham a política no seu dia a dia, sabem que Jefferson tem suas relações com os dois grupos.

Leia também   ABBP promove encontro com profissionais de imprensa do Maranhão no sábado (18)

Benefícios ad eternum

O povo brasileiro não merece mais ser usado como massa de manobra ou gado. Infelizmente, as perspectivas para o futuro não são das melhores já que as propostas apresentadas são baseadas em auxílio disso ou cota daquilo outro. Aonde vamos parar com governantes que apostam na concessão de benefícios ad eternum por meio de programas sociais como solução para um país continental como o Brasil?

Ainda estamos longe de ser um país do tamanho do nosso potencial e que merecemos. E é com esse cenário de incertezas que vamos às urnas no próximo domingo escolher ‘o menos pior’ para o Brasil.

Leia também   Ex-presidente Jair Bolsonaro chega ao Brasil

Oxalá que o escolhido não nos leve a bancarrota e não nos tornemos uma ditadura, já que ambos os lados demonstram sinais de que estão dispostos a tudo para se manter no poder.

Que o eleitor brasileiro escolha ‘o menos pior’ e como diz a música dos mineiros da Jota Quest: vivemos esperando o dia em que seremos melhores. Vamos lá, eleitor. Não deixe de comparecer às urnas e exercer a sua cidadania, pois não podemos nos entregar e lutar para que tenhamos dias melhores em nossas vidas.

Que vença ‘o menos pior’!

Read Previous

Elon Musk assume Twitter com demissões no alto escalão

Read Next

Giovanna Ewbank mostra como usar estilo comfy