• 16/06/2024

Por que a Apple não recomenda que você coloque seu iPhone no arroz

Se você já derrubou seu celular na pia, no vaso sanitário ou em qualquer lugar com água, já deve ter ouvido o conselho: coloque-o em um recipiente com arroz cru, que os grãos vão absorver a umidade. Mas saiba que essa pode não ser a melhor opção caso você tenha um iPhone.

A Apple publicou novas diretrizes sobre o que fazer em caso de acidentes aquáticos, e elas não incluem o arroz. A empresa disse, no entanto, que os pequenos grãos podem danificar o aparelho, caso fiquem presos nas portas USB, por exemplo. Também não é recomendado inserir objetos como cotonetes nessas portinhas, e muito menos usar secadores de cabelo para tentar se livrar da água.

Leia também   Retirada de recursos da poupança pressiona mercado imobiliário

As s diretrizes atualizadas oferecem algumas sugestões sobre o que os usuários podem fazer com segurança. Se você conectar seu iPhone a uma tomada e um alerta de “Líquido Detectado” aparecer, desconecte imediatamente o cabo de ambos os lados.

Depois que o cabo estiver desconectado, bata suavemente seu iPhone na palma da mão com a porta voltada para baixo para permitir que o excesso de líquido escape. Depois disso, guarde o telefone em uma área seca onde haja fluxo de ar por pelo menos 30 minutos. Depois, tente carregá-lo novamente.

Leia também   MP-SP deflagra operação contra grupo ligado ao PCC suspeito de fraudar licitações em todo o estado

Se o alerta de detecção de líquido aparecer uma segunda vez, desconecte e deixe seu telefone secar completamente por até 24 horas. Depois de esperar, tente carregar o telefone.

Se o telefone ainda não estiver carregando, desconecte momentaneamente o cabo do adaptador e o adaptador da tomada e reconecte-os.

E se nada der certo, talvez seja necessário levar seu iPhone a uma assistência técnica, ou, na pior das hipóteses, considerar comprar outro.

Mas sem desespero. Seu telefone molhado tem uma chance razoável de sobrevivência. Um vídeo de um teste de queda do iPhone 6 mostrou que a versão de 2014 continuou funcionando depois de ser submersa em água. O iPhone 11 Pro também passou por um teste de resistência à água semelhante.

Leia também   Tebet divide MDB e decisão sobre candidatura fica para convenção

(Portal Exame)

Read Previous

Bolsonaro diz que vai ficar calado e pede para não comparecer a depoimento na PF

Read Next

Forças israelenses disparam contra comboio de ajuda humanitária da ONU