• 4 de março de 2024

Apple lançará atualização para o iPhone 12 diante de problemas com radiação

Após órgãos reguladores da França terem decidido banir as vendas do iPhone 12 devido aos altos índices de radiação emitidos pelo aparelho, a Apple deu declarações oficiais sobre o caso. A empresa confirmou que lançará uma atualização de software para o dispositivo, o que deve resolver o problema e evitar que o mesmo aconteça em outros países da Europa.

Veja também

iPhone 15 Pro será capaz de gravar vídeos em 3D

Atualização de software deve resolver problema de radiação no iPhone 12 (Imagem: Rafael Damini/Canaltech)

De acordo com o que afirmou a companhia de Cupertino, a situação está relacionada a um protocolo específico de testes na França, e não representa riscos reais à saúde dos usuários.

Leia também   Medo de novos lockdowns aumenta com disparada de casos de covid no mundo

Em sua determinação, a Agência Nacional de Frequências da França (ANFR) tinha dado um prazo de duas semanas para que esta atualização fosse disponibilizada aos consumidores. Posteriormente, testes serão refeitos com o iPhone 12 atualizado, e a proibição das vendas será revogada caso o aparelho seja aprovado.

Na prática, a permissão das vendas não fará tanta diferença para a Apple, já que o modelo foi descontinuado justamente nesta semana, após o lançamento da linha iPhone 15. Contudo, a aprovação garantirá que a marca não tenha problemas futuros com as unidades já existentes.

Leia também   Por que a Apple não recomenda que você coloque seu iPhone no arroz
iPhone 12 foi descontinuado nesta semana (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

A Apple já tinha comentado a decisão da ANFR, indicando que o iPhone 12 foi certificado por vários países na época de seu lançamento, em conformidade com as regras de radiação. Contudo, aparentemente as regras francesas foram um pouco diferentes.

Os testes da agência mostraram que a Taxa de Absorção Específica (SAR) de radiação do smartphone atingiu 5,74 watts por quilograma, quando o limite estabelecido é de 4,0 W/Kg. Estas avaliações são feitas simulando a presença do aparelho dentro do bolso do usuário.

Mesmo com a alegação da Apple, os resultados dos testes foram repassados para outros países na Europa. O caso repercutiu de forma mais evidente em locais como Bélgica, Holanda, Espanha e Itália — ainda que o iPhone 12 não tenha sido banido em nenhuma dessas nações, por enquanto.

Leia também   WhatsApp dá início às "Comunidades" no Brasil; entenda

Ainda que exista uma preocupação relacionada à radiação dos smartphones, não existem evidências científicas que comprovem a relação deste nível de emissão com a formação de tumores ou outras doenças.

Fonte: 9to5Mac

Canaltech

Read Previous

Como participar da nova fase do Desenrola Brasil?

Read Next

Bolsonaro deixa hospital após cirurgias para correção de hérnia de hiato e desvio de septo