• 24 de outubro de 2021

J&J afirma que segunda dose de vacina aumenta imunidade em 9 vezes

Johnson&Johnson divulgou nesta quarta-feira, 25, o resultado de estudos realizados com uma dose adicional da vacina da empresa, que geraram resposta imune forte, o que justificaria uma dose de reforço da vacina contra a covid-19 feita pela empresa, que é atualmente uma vacina de dose única.

Veja também

Arrasta pra cima? Não mais: Instagram fará mudanças na função

Os pesquisadores da J&J afirmam que encontraram níveis de anticorpos 9 vezes mais alto entre aqueles que receberam o reforço, se comparado com um mês após a aplicação da primeira dose.

Leia também   Ministério da Saúde altera grupos prioritários para vacinação da Covid

A empresa não especificou quando ou quantas pessoas participaram do estudo e receberam a dose extra, mas informações publicados em uma base de dados do governo americano afirmam que as doses foram ministradas seis meses após a primeira aplicação.

“Estamos ansiosos para discutir com responsáveis pela saúde pública uma estratégia em potencial para nossa vacina, reforçando oito meses ou mais tarde a dose única da vacinação”, afirmou Mathai Mammen, médico responsável pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento da empresa.

Os dados divulgados devem embasar a política de doses de reforço que os EUA estão planejando para a população que tomou as vacinas de RNA Mensageiro, desenvolvidas pela Pfizer e pela Moderna. Um reforço da J&J, que é uma vacina de vetor viral, deve entrar nos planos das autoridades na sequência.

Leia também   WhatsApp prepara função para tirar som de vídeos no iOS

No Brasil, o Ministério da Saúde e os estados já preparam a inoculação de doses de reforço e terceiras doses de vacinas em idosos com mais de 60 anos a partir de setembro.

(Portal Exame)

Read Previous

Anvisa autoriza estudo de vacina contra covid da Inovio Pharmaceuticals

Read Next

OMS diz ainda não ter dados conclusivos sobre necessidade de dose de reforço contra Covid