• 20 de maio de 2022

Como aumentar a eficácia das máscaras contra covid-19

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da Johns Hopkins e da Universidade do Mississippi usaram um modelo matemático

O uso de máscaras de proteção se tornou item obrigatório na rotina do mundo inteiro em meio à pandemia do novo coronavírus. E, segundo pesquisadores das universidades americanas Johns Hopkins e do Mississippi, existe uma forma de torná-las ainda mais eficazes: praticando o distanciamento social.

Leia Mais

Resposta para tratamento da covid-19 pode estar em recuperados

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores criaram um modelo que identifica as possibilidades de infecção aérea pela covid-19. O que foi descoberto é que a proteção da transmissão aumenta quase que proporcionalmente ao distanciamento social, ou seja, ao dobrar a distância, é possível também dobrar os níveis de proteção.

Leia também   Francisco, três senadores e o tiro que saiu pela culatra

O uso de máscaras mais simples, como a de apenas uma camada de tecido, já é eficaz contra o vírus, mas os pesquisadores notam que caso as pessoas façam atividades que aumentam a respiração, elas podem também aumentar o risco de transmissão.

Ao espirrar ou até mesmo falar sem máscara, um infectado pela covid-19 pode expelir gotículas de saliva que conseguem viajar por mais de 2 metros se espalharem por até 8 metros de distância — o que pode significar uma necessidade de aumentar ou reduzir o distanciamento social conforme necessário.

Leia também   Hickmann acerta com jeans: 'Azul é cor de todas as estações'

(Portal Exame)

Read Previous

Anvisa autoriza importação de matéria-prima para fabricação da CoronaVac pelo Butantan

Read Next

CLDF aprova projeto de Rafael Prudente e Reginaldo Veras e cria programa Nota Legal Solidária