• 30 de junho de 2022

Ibaneis honra compromisso de campanha e paga 3ª parcela do reajuste para cerca de 150 mil servidores do GDF

Por Fabiana Oliveira 

Começou a ser paga nesta terça-feira (3), a terceira parcela do reajuste de cerca de 150 mil servidores do Governo do Distrito Federal. Eles esperaram sete anos para que a última etapa de um acordo feito ainda em 2013 fosse concluída.

Veja também

Disputa fratricida entre Flávia, P.O e Damares, favorece Paulo Roque

O reajuste salarial deveria ter sido pago em três parcelas conforme estabelecido no PL enviado pelo Executivo e aprovado pela CLDF. Porém, somente duas delas foram quitadas pelo governo Agnelo e a última parcela ficou para o ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB) pagar, mas ele preferiu não honrar o compromisso e foi para o embate contra sindicatos e servidores.

Leia também   Presidente da CLDF Rafael Prudente comemora a aprovação do projeto que reformula a carreira dos servidores do SLU

A batalha entre Rollemberg e os servidores do GDF foi parar na Justiça por iniciativa do governante. Como bem diz uma dirigente sindical da área da saúde: – Rollemberg deu um calote nos servidores e quis usar a Justiça para fazer valer sua vontade.

A luta pelo reajuste dos servidores se transformou inclusive em tema de debate durante a campanha de 2018. Naquela época, de todos os postulantes à governador do DF, só o até então desconhecido no meio político e advogado Ibaneis Rocha assumiu o compromisso de quitar a dívida.

Leia também   Senado vota transferência do Coaf para o BC na próxima terça

Para alguns analistas e cientistas políticos, ao se comprometer em pagar a terceira parcela, Ibaneis Rocha consolidou seu nome entre os servidores.

Passada as eleições, a expectativa quanto ao pagamento da dívida geraram as mais diversas especulações, ainda mais diante do surgimento da pandemia. Mas, Ibaneis e sua equipe mostraram a que veio e as 32 categorias contempladas tiveram a terceira parcela incluída em seus salários de abril.

Para conseguir honrar esse compromisso, a gestão de Ibaneis teve que trabalhar de forma eficiente. Mesmo com a crise gerada pela pandemia, a arrecadação do GDF cresceu sem que o governo metesse a mão no bolso do contribuinte aumentando ou criando impostos.

Leia também   InovOAB ganha força e ofusca chapas de Thais Riedel e Délio Lins

O pagamento da terceira parcela mostra que Ibaneis Rocha é um homem que honra sua palavra, virtude que poucos tem nesse meio político. Com certeza, esse feito de Ibaneis será lembrado por muito tempo pelos cerca de 150 mil servidores beneficiados com o reajuste.

Read Previous

Planos de saúde preveem reajuste maior do que 15%

Read Next

Mês das Mães: como conciliar maternidade e carreira sem sobrecarga excessiva?