• 24 de outubro de 2021

Caiado anuncia 8 concursos para 2022, com 2.031 vagas na administração pública

Por Secretaria de Estado da Economia 

O Governo de Goiás pretende realizar pelo menos oito concursos públicos em 2022, com 2031 vagas. Elas estão concentradas principalmente nos setores de Segurança Pública, onde estarão disponíveis 1.565 oportunidades. Além disso, ainda estão previstas seleções para Secretaria de Estado de Administração (Sead), Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Universidade Estadual de Goiás (UEG) e Agência Goiânia de Infraestrutura e Transportes (Goinfra).

Veja também

“Estudem, pratiquem esporte e serão vitoriosos na vida”, diz Caiado durante entrega de medalhas

Os recursos para a contratação estão previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022, já encaminhada pelo governador Ronaldo Caiado à Assembleia Legislativa. No documento também estão previstas promoções e progressões de carreira para determinadas áreas do setor público estadual.

De acordo com o governador Ronaldo Caiado, os anúncios de agora refletem o trabalho sério e comprometido de sua gestão, já que para o ano de 2022, como prevê a LOA, não há previsão de déficit no Estado, com a superação de dívidas deixadas pela gestão anterior. “Temos o compromisso de fazer um governo com transparência e boa gestão”, ressaltou.

“Se temos hoje um Estado que vai ser a maior potência de crescimento nos próximos anos, é porque estamos investindo com seriedade no Estado de Goiás”, afirmou Caiado. “E jamais deixaria de voltar os olhos para profissionais que são fundamentais ao governo, os servidores públicos”, disse. “Estamos superando dificuldades sim, mas sem deixar de investir na qualidade de vida para essas pessoas, na melhoria da condição de trabalho de todos”, garantiu.

Leia também   Cientista brasileira encontra proteína chave para o tratamento da covid-19

Vagas

Pelo cronograma do Governo de Goiás, o primeiro concurso a ser realizado está previsto para maio para contratar 720 soldados e 150 oficiais da Polícia Militar de Goiás (PM-GO).

O segundo será em julho para selecionar 140 soldados e 20 oficiais que vão integrar o Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

O terceiro certame também será em julho para a contratação de 20 auxiliares de autópsia, 10 peritos e 35 médicos legistas para a Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O último concurso será em outubro e permitirá à Diretoria-Geral da Polícia Civil (DGPC) selecionar 350 agentes, 100 escrivães e 20 papiloscopistas.

Mas a Segurança Pública não será a única beneficiada pelo cronograma feito pela Sead para o próximo ano.

A própria Secretaria de Administração pretende realizar concurso em junho para contratar 329 analistas para o Poder Executivo e a Procuradoria-Geral do Estado pretende selecionar 32 procuradores, em abril.

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) também irá realizar concurso. Serão disponibilizadas 95 vagas para docentes de Medicina, com a contratação de forma parcelada dos novos professores. Também haverá concurso público para 10 gestores de engenharia da Goinfra para janeiro do próximo ano.

Leia também   Mais 54 famílias têm a oportunidade da casa própria

Ainda dentro da programação feita pelo Governo de Goiás, a Secretaria de Estado da Economia dará posse a 28 auditores fiscais aprovados em concurso público no final da gestão passada e progressão para os servidores do Fisco estadual. Há previsão também de nomeação de aprovados em certame da Secretaria de Estado da Saúde, além de progressão para os servidores da pasta.

Progressões e promoções

Ainda conforme a LOA de 2022, o Governo de Goiás vai conceder promoção ao longo de todo ano para oficiais e praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros; para os servidores da DGAP; delegados e demais policiais civis da Delegacia-Geral da Polícia Civil; Polícia Técnico-Científica; além de promoções para todos os servidores abrangendo demais órgãos do Poder Executivo Estadual.

Já as progressões que serão concedidas estão destinadas para servidores da DGAP; delegados e demais policiais civis da DGPC; auditores fiscais da Secretaria da Economia; administrativos e docentes da Universidade Estadual de Goiás; professores e administrativos das secretarias de Estado da Educação e Saúde; além de promoções para todos os servidores abrangendo os demais órgãos.

Valores

Os acréscimos da folha de pagamento para 2022 com os ativos serão de R$ 490.761.146, sendo destes R$ 149.715.628 para a Educação, R$ 6.246.929 para a Saúde, R$ 116.229.440 para a Segurança Pública e R$ 218.569.149 para as demais categorias.

Leia também   Governo de Goiás amplia testagem em instituições de idosos numa parceria com Banco Itaú

Dos cerca de R$ 149,7 milhões da Seduc, R$ 12.987.489 serão para progressão de professores e administrativo, e R$ 136.728.139 serão destinados para reajuste salarial para professores, administrativos e temporários.

Para os servidores da Saúde, R$ 3.264.140 tratam de recursos para a progressão salarial e R$ 2.862.789 com a nomeação dos concursados.

Já para a Segurança Pública haverá um acréscimo na folha de pagamento de 2022 de R$ 116.229.440, sendo R$ 51.358.429 para promoções de praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, para DGAP, delegados e demais policiais civis da DGPC, e na SPTC.

Os valores adicionais e que constam na PLOA de 2022 destinados para concurso da SSP são de R$ 64.871.011 com os concursos para soldados e oficiais da PM e Corpo de Bombeiros, para o de agentes, escrivães e papiloscopistas da DGPC, e de auxiliares de autópsia, peritos e médicos legistas da SPTC.

Para o Fisco estadual, o governo estará destinando R$ 19.262.831, sendo R$ 7.493.395 com a convocação dos 28 aprovados no último concurso e R$ 11.769.436 para o pagamento das progressões salariais.

A UEG terá destinado na LOA de 2022 para concurso dos docentes e para a progressão salarial dos docentes e administrativos um recurso de R$ 13.195.672.

 

Read Previous

Governo do Distrito Federal trabalha para legalizar 150 mil moradias

Read Next

InovOAB ganha força e ofusca chapas de Thais Riedel e Délio Lins