• 24/05/2024

Eurocopa 2024: somente capitães dos times poderão falar com árbitros

Os capitães serão os únicos autorizados a falar com o árbitro e discutir uma decisão durante as partidas do próximo Campeonato Europeu, em uma tentativa de facilitar uma comunicação mais clara, disse o diretor administrativo de arbitragem da Uefa, Roberto Rosetti.

Se qualquer outro jogador se aproximar do árbitro mostrando qualquer sinal de desrespeito ou discordância, ele receberá um
cartão amarelo, segundo Rosetti.

“Ser um árbitro no jogo moderno é muito difícil”, afirmou Rosetti em uma carta aberta nesta terçafeira (14). “O árbitro toma entre 200 e 250 decisões por partida – ou seja, uma a cada 22 segundos – em situações difíceis e, às vezes, controversas, sob enorme pressão, com cada uma delas sendo examinada e observada de vários ângulos diferentes por torcedores e especialistas”. “Eles [árbitros] recebem muitas informações do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR), e estamos prontos para falar e compartilhar mais detalhes com os jogadores e técnicos para ajudá-los a entender como uma decisão foi tomada”, completou.

Rosetti disse que os técnicos e os jogadores receberam bem a nova abordagem.

“Explicar uma decisão com até 22 jogadores cercando você é impossível para um árbitro. Isso pode levar a uma falha na comunicação, com o belo jogo se tornando muito feio muito rapidamente”, acrescentou. “Pedimos que todas as equipes garantam que seu capitão seja o único jogador a falar com o árbitro. Pedimos aos capitães que garantam que seus companheiros de equipe não invadam nem cerquem o árbitro, permitindo conversas diretas para que a decisão seja transmitida de maneira oportuna e respeitosa”. “É importante ressaltar que queremos que apenas o capitão da equipe que deseja discutir uma decisão possa se aproximar do árbitro.”

Se o capitão for um goleiro, Rosetti disse que um jogador de linha será indicado para se comunicar com o árbitro.
A Eurocopa será realizada na Alemanha de 14 de junho a 14 de julho.

Leia também   Andressa Alves diz que o Brasil continua sendo favorito contra Jamaica

(Reuters)

Read Previous

Detran-DF entrega doações de água, roupas e alimentos para as vítimas do RS

Read Next

OMS diz ter confiança em dados sobre mortos na Faixa de Gaza