• 20/06/2024

Novo programa ajuda servidores que têm renda comprometida em mais de 40%

O BRB lança, nesta segunda-feira (3), um robusto programa de combate ao superendividamento. Resultado de um trabalho conjunto entre o banco, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) e representantes das associações de servidores, o Crédito na Medida é destinado aos servidores com comprometimento de renda mensal superior a 40%.

Veja também

Agências do trabalhador oferecem salários de até R$ 5 mil nesta segunda

Lançado pelo BRB, Crédito na Medida beneficia clientes com taxas diferenciadas e prazo ampliado para quitação | Foto: Divulgação/BRB
“Como banco público voltado para o desenvolvimento econômico, social e humano das regiões em que atua, o BRB se uniu aos parlamentares da Câmara Distrital e aos representantes dos servidores e desenhou em conjunto um programa que contribua para solucionar o superendividamento”, explica o presidente do banco, Paulo Henrique Costa. “Queremos ajudar as pessoas a utilizarem o seu dinheiro de forma consciente para que tenham mais tranquilidade, por meio de uma organização financeira adequada.”

O Crédito na Medida oferece soluções com taxas diferenciadas para crédito consignado, parcelado e renegociações. As taxas partem de 1,45% ao mês, com até 144 meses de prazo para quitação. O fluxo de atendimento também foi totalmente redesenhado, e o time negocial do banco já está treinado para atuar de forma personalizada.

Adesão

Para participar, os clientes devem fazer a adesão pelo hotsite Crédito na Medida, onde poderão ser agendados data e horário para atendimento com um gerente do BRB (presencial, via chat ou videochamada). Nesse encontro, será possível conhecer a proposta personalizada e sanar todas as dúvidas antes de optar ou não pela adesão.

Caso decidam aderir ao novo programa, os clientes serão acompanhados regularmente pelo banco, com o propósito de manutenção da saúde financeira a longo prazo.

O novo programa para o superendividados é o quarto lançado pelo BRB nos últimos anos. Desde 2019, o BRB  atendeu 25 mil pessoas enquadradas no perfil e movimentou R$ 1,1 bilhão entre concessão, prorrogação ou renegociação de crédito.

(BRB)

Leia também   GDF quer desconto no ônibus para quem deixar carro em estacionamentos

Read Previous

Micro e pequenas empresas são as maiores empregadoras do país

Read Next

Anvisa aprova 1ª vacina contra vírus causador de bronquiolite no Brasil