• 24/07/2024

GDF libera R$ 35 milhões para pagamento do Cartão Prato Cheio e DF Social

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes) liberou, nessa segunda-feira (1º), R$ 35.194.415 para o pagamento do Cartão Prato Cheio e do DF Social.

A maior parte desse montante, R$ 24.891.250, foi investida no crédito de R$ 250 do programa Cartão Prato Cheio, que teve 7.885 novas inclusões. Ao todo, o benefício atende cerca de 100 mil famílias.

O pagamento do Cartão Prato Cheio é feito em nove parcelas mensais de R$ 250 cada | Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília

O Prato Cheio é pago em um ciclo de nove parcelas para auxiliar famílias em situação temporária de insegurança alimentar e nutricional. Encerrado esse período, o titular precisa passar por nova avaliação socioassistencial no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da sua região ou na unidade em que estiver sendo acompanhado.

“É muito importante que os novos contemplados no programa busquem os cartões nas agências do Banco de Brasília”, lembra a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra. “Aqueles que já foram beneficiados em outro ciclo permanecem com o mesmo cartão, no caso do Prato Cheio.”

A retirada dos cartões do auxílio alimentar nas agências do Banco de Brasília (BRB) está liberada desde 18 de junho. A entrega segue a ordem alfabética da primeira letra do nome do titular.

DF Social

Neste mês, 67.971 famílias serão beneficiadas com o DF Social, um investimento de R$10.303.165.

O DF Social consiste em um benefício mensal de R$ 150 para famílias com renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa, inscritas no Cadastro Único e residentes no Distrito Federal. Não é necessário solicitar o auxílio – famílias que atendem aos critérios de elegibilidade são incluídas automaticamente, seguindo a priorização e a disponibilidade orçamentária.

Não é necessário solicitar o DF Social; todas as famílias que atendem aos critérios de elegibilidade são incluídas automaticamente no programa | Foto: Renato Raphael/ Sedes-DF

O programa DF Social faz parte das estratégias do Governo do Distrito Federal (GDF) para combater a pobreza e garantir direitos.

Como retirar o cartão

A lista de novos beneficiários dos programas deve ser consultada no site GDF Social. No portal, o cidadão pode obter informações sobre a agência do Banco de Brasília (BRB) onde vai retirar o cartão, sendo imprescindível que a busca seja feita apenas pelo titular do auxílio, mediante a apresentação de documento oficial com foto e CPF.

O beneficiário tem dois meses para retirar e desbloquear o seu cartão. Caso perca o prazo, haverá o deligamento do programa e a necessidade de novo atendimento socioassistencial.

(Agência Brasília)

Leia também   I Seminário Mulher: Poder em Trânsito

Read Previous

Milhares de pessoas fogem de casa com ataques das forças israelenses

Read Next

Lula convoca reunião para discutir alta do dólar: ‘Não é normal o que está acontecendo’