• 1 de dezembro de 2020

GDF isenta ICMS de todos os BigMac no McDia Feliz

Ação solidária será realizada no sábado (21), em todo o Brasil e em mais de 30 unidades do DF. Vendas serão destinadas para a Abrace

Em uma ação de combate ao câncer infantil, o Governo do Distrito Federal autorizou nesta quinta-feira (19) a isenção do ICMS de todos os Big Macs vendidos no McDia Feliz — a renda será toda doada à Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace). A tradicional ação solidária da rede McDonald’s será promovida no próximo sábado (21/11) em todo o Brasil.

Leia também   GDF suspende festas de fim de ano e carnaval

Veja também

Agendamento de 700 vagas de vistoria para sábado (21) serão abertas na quinta-feira (19)

O Decreto nº 41.505, publicado na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), condiciona o benefício tributário das vendas do produto pelo McDonald’s à comprovação da doação dos valores arrecadados para a Abrace.

Projetos

Em 2019, o McDia Feliz arrecadou R$ 24,263 milhões, que foram destinados a projetos de combate ao câncer infanto-juvenil apoiados pelo Instituto Ronald McDonald e para projetos de incentivo à educação promovidos pelo Instituto Ayrton Senna. Neste ano, por conta da da pandemia de Covid-19, a 32ª edição do evento solidário será realizada em novembro. A campanha acontecerá em 49 cidades de 21 estados mais o Distrito Federal e beneficiará 68 projetos de 59 instituições de oncologia pediátrica.

Leia também   Governador visita UPA de Ceilândia

No DF, a instituição beneficiada é a Abrace, que existe desde 1986 e tem como missão oferecer assistência social para crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas que enfrentam dificuldades socioeconômicas, promovendo qualidade de vida e colaborando para atingir condições ideais de tratamento e resgate da saúde.

(Agência Brasília)

Avatar

Destaque DF

Read Previous

Caixa finaliza pagamento do auxílio emergencial para o ciclo 4

Read Next

Homem negro morre após ser espancado por seguranças do Carrefour no RS