• 18 de junho de 2021

Dois trechos de via serão interditados em Taguatinga para obras do túnel

Com o avanço dos serviços no Túnel de Taguatinga, duas novas interdições no trânsito de veículos e pedestres serão feitas na área central da cidade para o andamento seguro da obra. Desta forma, o cruzamento das avenidas Comercial e Central será interditado, assim como o fluxo de carros, em ambos sentidos, sob o viaduto da Samdu.

Veja também

Renegocie a conta de luz com desconto que pode chegar a 30%

Para diminuir o impacto na região, os desvios serão feitos em duas etapas. A primeira alcançará os motoristas que trafegam pela Avenida Comercial. A segunda será focada na Avenida Samdu. A previsão é que os dois atalhos estejam em funcionamento até o fim de maio. Esse prazo pode ser encurtado ou estendido, dependendo do andamento da obra.

O primeiro descaminho entra em funcionamento nesta sexta-feira, 30 de abril, a partir das 21h, e vai afetar diretamente os motoristas que desejam seguir para a Comercial Sul. Os veículos, agora, terão que passar pela Avenida das Palmeiras e acessar a via entre o viaduto do Centro e o comércio da C1, onde fica a agência dos Correios.

Leia também   Ensino híbrido é tendência para a vida escolar no mundo pós-pandemia

Logo depois, os motoristas deverão cruzar a parte de cima do viaduto por um novo trecho de pista construído. Assim, o lado sul da cidade será acessado pela avenida paralela ao centro.

Confira no vídeo abaixo as alternativas de acesso à região central de Taguatinga.

O segundo desvio, previsto para entrar em funcionamento na última semana de maio, vai impactar os veículos que trafegam pela Avenida Samdu. Após a interdição do viaduto, aqueles que querem seguir para a Avenida Elmo Serejo deverão passar pela via marginal do centro e pelo novo acesso construído.

Já quem faz o sentido contrário, para a EPTG, passará por um desvio e seguirá pela pista de acesso à Avenida das Palmeiras. Para atravessar da Samdu Sul para a Samdu Norte, será preciso passar pela pista ao lado da Feira dos Importados, cruzar a Elmo Serejo, e seguir pela alça do viaduto.

Leia também   Marido de Paulo Gustavo, artistas e autoridades fazem homenagens ao ator

“Chegamos em um ponto crucial da obra. Com mais de 70% das paredes diafragma [indicadas para áreas de fácil escavação e fundações profundas] do túnel concluídas, vamos finalizar o trecho restante que está localizado exatamente embaixo do cruzamento da Avenida Comercial com a Central. A previsão é que o cruzamento seja novamente liberado em 180 dias. Solicitamos compreensão e cooperação de todos para concluirmos de forma positiva mais esta etapa”, explica Luciano Carvalho, secretário de obras do Distrito Federal.

Quanto ao viaduto da Samdu, o secretário reforça que a interdição necessita ser feita em função do rebaixamento de 2 metros na altura da obra de arte especial. Ainda não há previsão de quando a via será liberada novamente para o trânsito de veículos.

Leia também   Mané Garrincha: mais de 900 pacientes tiveram alta

“É importante que a população se atente à ampla divulgação de como funcionará o fluxo de veículos na região. São medidas paliativas, mas que trarão mudanças significativas no futuro. Assim que os desvios começarem a funcionar, estaremos avaliando, caso seja necessária qualquer alteração”, esclarece Ricardo Terenzi, subsecretário de acompanhamento e fiscalização de obras do DF. Terenzi reforça que os desvios em funcionamento no momento irão continuar normalmente.

Construção do Túnel

Além das paredes diafragma, previstas para serem concluídas em até 4 meses, o consórcio de empresas deve iniciar nos próximos dias a laje do túnel. “Queremos aproveitar o período de seca que se inicia para adiantar ao máximo os serviços que envolvem a concretagem. Com isso, já será possível iniciar a escavação em si”, explicou o engenheiro Rodrigo Magalhães, responsável técnico do consórcio Novo Túnel. Atualmente, 20% dos serviços do túnel foram concluídos.

(Agência Brasília)

Read Previous

Sandália fisherman: confira a nova tendência do calçado da temporada

Read Next

Governo publica MP que permite antecipar férias e adiar depósito do FGTS