• 14/06/2024

Prazo para participar do Desenrola Brasil termina nesta segunda; 15 milhões renegociaram dívidas

Termina nesta segunda-feira, 20, o prazo para se inscrever no Desenrola Brasil, programa do governo federal para renegociação de dívidas. Na véspera de encerramento, 15 milhões de pessoas já fizeram renegociações por meio do programa, totalizando cerca de R$ 52 bilhões de dívidas.

Nesta etapa do Desenrola Brasil tem direito à renegociação pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no CadÚnico, com dívidas de até R$ 20 mil cada que tenham surgido entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022.

Segundo o governo federal, os descontos realizados até o momento chegaram a, em média, 83% do valor das dívidas. Em algumas situações, esse abatimento chega, inclusive, a ultrapassar 96% do valor devido. Os pagamentos podem ser à vista ou parcelados, sem entrada e com até 60 meses para pagar.

Leia também   Milhares de segurados receberão pagamentos devidos pelo INSS em 2021

O que pode ser renegociado

Além das dívidas bancárias, como cartão de crédito, também estão incluídas no Desenrola as contas atrasadas de outros setores, como estabelecimentos de ensino, energia, água, telefonia e comércio varejista. A plataforma do Desenrola permite parcelar a negociação dessas dívidas até mesmo com bancos nos quais a pessoa não tenha conta, podendo escolher aquele que oferecer a melhor taxa na opção de pagamento parcelado.

O programa também oferece a opção, para quem tem duas ou mais dívidas (mesmo que com diferentes credores) disponíveis para negociação na plataforma do Desenrola, de poder juntar todos os débitos e fazer uma só negociação, pagando à vista em um único boleto ou PIX, ou financiando, a prazo, o valor total no banco de preferência.

Leia também   Caixa atinge 100 milhões de poupanças sociais digitais

Como acessar o Desenrola Brasil

Para ter acesso ao Desenrola, diretamente pela plataforma do programa, é necessário ter uma conta gov.br. Usuários de todos os tipos de contas — bronze, prata e ouro — podem visualizar as ofertas de negociação e até parcelar o pagamento. Caso o cidadão opte pelos canais parceiros, não há necessidade de uso da conta gov.br.

Entretanto, para ampliar as possibilidades de acesso ao site oficial do Desenrola Brasil, o Ministério da Fazenda regulamentou a possibilidade de parcerias com agentes financeiros e birôs de crédito. Nos últimos meses, o programa passou a poder ser acessado por meio dos sites e aplicativos da Serasa Limpa Nome, do Itaú Unibanco, do Santander e da Caixa Econômica Federal.

Leia também   Chuva continua no Rio Grande do Sul? Frio chega a SP no fim de semana; veja previsão

Com essa integração das plataformas parceiras do Desenrola, os clientes que se enquadram na Faixa 1 do programa conseguem ver se há ofertas do Desenrola. Eles podem ser redirecionados para o site do programa, onde é possível consultar as dívidas e fazer os pagamentos, sem necessidade de outro login.

(Portal Terra)

Read Previous

População de baixa renda terá subsídio para dar entrada na casa própria

Read Next

Qualquer pessoa pode criar emojis; saiba como fazer o seu