• 16/06/2024

Endometriose: doença também pode afetar intestino e pulmão

Apesar da crescente visibilidade da endometriose nos últimos anos, a condição continua cercada por dúvidas e desinformação. Contrariando algumas percepções comuns, a doença pode ser assintomática e afetar diversas regiões do organismo.

Veja também

Veja sete dicas de especialistas para viver mais e melhor

A endometriose é uma condição ginecológica caracterizada pela presença anormal do tecido endometrial fora do útero. Os “focos de endometriose” são as áreas específicas onde esse tecido reveste o interior do útero, que se desenvolve de maneira não convencional.

Esses focos podem se manifestar em diferentes órgãos do sistema reprodutivo, como ovários e trompas de Falópio. Mas também podem se desenvolver em regiões distantes, incluindo o intestino e até mesmo os pulmões.

Leia também   Confira dicas especiais para combater o sedentarismo

O médico ginecologista especialista em endometriose, Patrick Bellelis, explica que a presença de focos de endometriose, seja nos órgãos reprodutivos ou em áreas mais incomuns, amplifica consideravelmente o quadro clínico.

“Esses focos demandam uma abordagem clínica específica, dado que podem intensificar sintomas como dor pélvica crônica e irregularidades menstruais. A identificação precoce desses pontos é essencial para o tratamento adequado”, comenta.

Sintomas e tratamento da endometriose

Os sintomas da endometriose podem variar de acordo com a paciente, com alguns casos sendo assintomáticos e outros debilitantes. Entre os sintomas mais comuns estão dor pélvica, cólica intensa e desconforto durante as relações sexuais.

Leia também   Educadores físicos poderão prescrever uso de suplementos alimentares

Para confirmar a presença e localização dos focos de endometriose, profissionais de saúde muitas vezes recorrem a exames de imagem, como a laparoscopia. O tratamento varia desde medicamentos até procedimentos cirúrgicos para a remoção dos focos da doença.

Para o ginecologista, a conscientização sobre os focos de endometriose é crucial para compreender a condição e criar um ambiente de apoio para aquelas que enfrentam os desafios diários associados à doença.

“Conhecer os sintomas, buscar orientação médica e compartilhar informações são passos fundamentais para melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas pela endometriose,” conclui o profissional.

Leia também   Cuidados no inverno: conheça 4 óleos essenciais que ajudam a fortalecer a imunidade

Alto Astral

Read Previous

Veja sete dicas de especialistas para viver mais e melhor

Read Next

Primeiras doses da vacina do SUS contra dengue chegam ao Brasil