• 20/07/2024

Como emagrecer com saúde: 7 dicas práticas e que funcionam

Está empenhado (a) e paciente ao mesmo tempo para mudança de hábitos em 2023? Ótimo! A constância nessa meta é fundamental para que os seus objetivos sejam alcançados. Além disso, a visão do especialista o ajuda nesse processo e veja na sequência as sete formas para emagrecer com saúde.

Veja também

Novembro Azul: a discriminação em relação ao exame de toque retal desafia as políticas públicas em prol da saúde dos homens

Dúvida: existem segredos para o emagrecimento saudável?

“O déficit calórico, ou seja, comer menos do que se gasta é a chave para conseguir emagrecer. Deve-se procurar um método de emagrecimento com adaptação fácil, além do entendimento de que o déficit calórico deve ocorrer junto da mudança de comportamento alimentar”, pontua a nutricionista do

Como emagrecer com saúde: 7 dicas práticas e que funcionam

Hospital Universitário Cajuru, de Curitiba, Kauane Félix Ignêz em entrevista exclusiva para o Sport Life.

As sete formas para emagrecer com a sua saúde

Praticar dietas restritivas com acompanhamento nutricional

Está animado (a) para a concretização desse resultado? Legal! Contenha o seu ânimo e procure um nutricionista competente para lhe orientar. Um padrão de regime alimentar severo feito na “raça” não vai te fazer bem.

Leia também   Dor nas costas: descubra os tipos e os cuidados para se prevenir

“A restrição muito severa e sem acompanhamento nutricional vai resultar a longo prazo na redução do desempenho do metabolismo. Seguindo o princípio de déficit calórico, a pessoa terá que comer cada vez menos, mas quando a perda de peso não é linear a restrição calórica também não é saudável”, responde a nutricionista.

Priorizar alimentos in natura e minimamente processados como base da alimentação

“A quantidade do que se come é muito importante para o processo de emagrecimento. No entanto, a qualidade dos alimentos é essencial. É importante prezar pela saúde, fazer com que os alimentos mais naturais sejam a base da alimentação e evitar alimentos muito processados”, orienta Kauane.

Incluir fontes proteicas no máximo de refeições

“A proteína auxilia na redução da saciedade, ou seja, ajuda a retardar a sensação de fome, o esvaziamento gástrico, assim como as gorduras e as fibras. Além disso, as proteínas são essenciais para manutenção e formação da massa magra, que devemos tentar priorizar ao máximo durante o processo de emagrecimento. Já que o objetivo é a perda de gordura corporal e fortalecimento da musculatura, visto que os músculos trazem inúmeros benefícios, como acelerar o metabolismo”, explica Ignez.

Leia também   Dieta Dukan | Conheça as fases e o cardápio para emagrecer rápido

Aumentar fracionamento das refeições

Equilíbrio volta à tona na luta desse objetivo. Saiba como dosar a sua refeição para que não extrapole aquilo que foi estipulado. “Quando comemos mais vezes ao dia sem ficar um longo período sem nos alimentarmos, não corremos o risco de comer muito mais do que o necessário em apenas uma refeição”, justifica.

Fazer aquilo que se consiga praticar por mais tempo

Cumpra com aquilo que está ao seu alcance. Nada funciona caso você se comprometa com aquilo que é distante na sua atual condição. “De nada adianta fazer dietas muito restritivas se logo após sua alimentação, seu corpo voltarem à estaca zero e favorecendo o efeito sanfona”, comenta Kauane.

Incluir exercício físico na rotina

Não importa se você está no beach tennis, caminhada, futebol, basquete, futevôlei, vôlei, natação ou qualquer modalidade. O que vale é estar em movimento e a “união” desse hábito com a alimentação balanceada lhe proporcionará bons ganhos.

“O exercício físico quando praticado corretamente só tende a trazer benefícios à saúde e estética corporal, objetivo de muitos que desejam o emagrecimento. Também auxilia na maior queima de gordura e maior fortalecimento da musculatura”, garante a nutricionista.

Leia também   Alerta constante pode causar transtornos a profissionais de saúde

Procurar sempre o apoio de um especialista

“O processo de emagrecimento é complexo e muitas pessoas acabam se frustrando com a ansiedade de alcançar um resultado imediato. Um profissional habilitado que entenda do seu objetivo, do seu organismo e da ciência saberá lhe instruir melhor e evitar sofrimentos desnecessários”, finaliza.

Pesquisa

Essas orientações aparecem para conter as ações de pessoas que não visam o trabalho com especialista. O CFF (Conselho Federal de Farmácia) e o Instituto Datafolha fizeram pesquisa em conjunto, cujo trabalho acusou que 24% de brasileiros usaram uma substância para emagrecer e, principalmente, o chá.

19% dos ouvidos admitiram que usaram o chá, 9% disseram que ingeriram suplementos alimentares, 9% os fitoterápicos e 6% os medicamentos alopáticos. 6% corresponde a 114 pessoas, que garantiram a procura por medicamentos alopáticos, a maioria estava com receita (54%) e comprou os produtos em farmácias, e-commerce e em loja física (63%).

Houve também as taxas de 15%, que recorreram aos medicamentos após relatos de experiências de amigos e conhecidos, de 12% que adquiriram por meio de sites/blogs, e a de 10% com influência de posts nas redes sociais.

Sport Life

Read Previous

STF define pena de mais cinco réus condenados por atos golpistas

Read Next

Brasileiros cruzam a fronteira de Gaza com o Egito