• 24/05/2024

Não é só no RS: enchentes matam mais de 300 pessoas no Afeganistão, diz ONU

Em menos de duas semanas eventos extremos relacionados à incidência de chuva provocaram desastres no Rio Grande do Sul e Afeganistão, deixando centenas de mortos e centenas de milhares desabrigados. Enquanto no Brasil já foram registrados 143 mortos pela tragédia em terras gaúchas, o número de mortes no Afeganistão passa de 300, segundo a ONU.

Mais de 14 mil quilômetros separam uma região da outra. Mas são muito próximas as dores das perdas, e também as potenciais causas que estariam levando provocando a maior frequência de catástrofes climáticas.

A temperatura média do último ano foi a maior registrada na história de 77 países, entre eles, o Brasil. De acordo com o Relatório Global da Água, desenvolvido pela Universidade Nacional da Austrália, as altas temperaturas estão afetando “o ciclo da água de várias maneiras, desde a intensificação de ciclones e outros sistemas de precipitação, até à exacerbação da seca e incêndios.”

Leia também   OMS vê mais evidências de que Ômicron causa sintomas mais leves

meteorologista e coordenador-geral de Operação e Modelagem do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Marcelo Seluchi, explica

Os chuvas no Rio Grande do Sul, especificamente, estariam associadas a diversos fatores, segundo Marcelo Seluchi, meteorologista e coordenador-geral de Operação e Modelagem do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Em entrevista à TV Brasil, ele afirmou que a onda de calor localizada na região central do Brasil com alta pressão atmosférica leva à formação de ar seco e quente, que acaba por bloquear a passagem das frentes frias para o norte do país.

Leia também   Acordo em Gaza é retomado após disputa sobre ajuda humanitária

“Essas frentes frias vêm da Argentina, chegam rapidamente na Região Sul e não conseguem avançar. Temos uma sucessão de frentes frias que se tornaram estacionárias e estão mantendo as chuvas durante vários dias.”

De acordo com o último boletim da Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul, 537.380 pessoas estavam desalojadas neste domingo e 81.170 em abrigos.

Chuvas no Texas

As fortes chuvas também abalaram recentemente o Texas nessa última semana, com centenas de pessoas tendo de ser resgatadas. Uma criança, que estava em um carro arrastado pela enchente, foi morta.

Leia também   Rússia e Japão batem novos recordes de infecções por covid-19

(Portal Exame)

Read Previous

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Read Next

Com retorno de chuva forte no RS, população deve buscar áreas seguras