• 27 de novembro de 2021

Verão deverá ser de chuva irregular em vários estados do Centro-Sul

Por Agência Brasil

Depois de uma primavera chuvosa, boa parte do Centro-Sul terá um verão de chuvas irregulares, com meses de seca alternando-se com períodos chuvosos. No Centro-Norte, a região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) também sofrerá momentos de falta de chuva no verão.

Veja também

Mega-Sena pagará hoje prêmio de R$ 38 milhões

As previsões foram divulgadas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que apresentou, pela primeira vez, a tendência de chuvas e de temperaturas para os próximos seis meses em todo o país. Até agora, o órgão fornecia apenas a previsão climática para cada trimestre.

Foram apresentadas as projeções climáticas entre novembro e abril. As estimativas serão atualizadas mensalmente e seguirão uma média móvel semestral. No próximo mês, serão divulgadas as previsões entre dezembro e maio. Em janeiro, as estimativas irão até junho.

Leia também   Vacina chinesa estará pronta para uso em novembro, dizem cientistas

Chuva

Segundo o Inmet, novembro tem se caracterizado por muita chuva no Centro-Norte e chuvas abaixo da média para a Região Sul. As projeções apontam a manutenção desse padrão até o fim do mês. Em dezembro, a previsão indica chuva entre 10 milímetros e 50 milímetros abaixo da média no Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina, norte de Minas Gerais, Acre, sudoeste do Amazonas e no Matopiba. Nas demais áreas, as chuvas deverão ficar próximas ou ligeiramente acima da média.

Em janeiro, o Inmet prevê chuvas abaixo da média em Goiás, em Minas Gerais, no Distrito Federal, no Espírito Santo, centro do Mato Grosso do Sul, sul e leste de Tocantins, sul do Piauí e na Bahia (exceto no leste do Estado). O Sul poderá ter chuvas ligeiramente acima da média, assim como o estado de São Paulo e a faixa norte do Brasil.

Leia também   Mais de 5 bilhões podem ter dificuldades no acesso à água em 2050

Para fevereiro, o modelo indica chuvas irregulares em praticamente toda a faixa central e a Região Sul. Determinadas áreas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina deverão ter chuvas abaixo da média.

Em março e abril, as chuvas deverão continuar abaixo da média no Sul. Também deve chover menos que o esperado no Mato Grosso do Sul e no sul do Mato Grosso. Outras áreas, no entanto, poderão ter chuva acima da média, como Amazonas, Roraima, Pará, Piauí e centro e sul do Ceará. Também há tendência de chuva maior que o normal no sul de Minas Gerais e norte de São Paulo, onde se concentram reservatórios importantes para o setor elétrico.

Leia também   Anvisa recebe pedido de registro definitivo da vacina de Oxford

Temperatura

Em relação à temperatura média para os próximos seis meses, o Inmet estima que a área central do Brasil ficará até 1°C acima da média entre dezembro e fevereiro. No Sul, as temperaturas deverão permanecer próximas da média no mesmo período.

Em março e abril, há tendência de temperaturas de normal a acima da média para praticamente todo o Sul, o que reduz as previsões de geada no início do outono.

Segundo o Inmet, o novo modelo de divulgação, baseado no comportamento da atmosfera e nos dados de mais de 750 estações meteorológicas automáticas e convencionais, facilita a tomada de decisões pelo produtor rural, define o planejamento da geração de energia hídrica e ajuda a estimar a viabilidade do transporte fluvial nas principais bacias hidrográficas do país.

Read Previous

Enem 2021: 3,1 milhões de candidatos devem fazer as provas

Read Next

Itália tem mais 9.709 casos e 46 mortes por Covid-19