• 21/06/2024

Fernando Diniz é demitido da seleção brasileira

O treinador Fernando Diniz foi demitido da seleção brasileira nesta sexta-feira (5), um dias após o dirigente Ednaldo Rodrigues retornar à presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). A informação foi publicada pelo ge e confirmada pela Folha.

Veja também

Como melhorar sua vida em 2024 segundo a ciência

Diniz foi contratado em julho do ano passado como interino, a princípio pelo período de um ano. O desejo da entidade era que o italiano Carlo Ancelotti assumisse o comando da seleção a partir da disputa da Copa América, no meio do ano. Ancelotti, porém, renovou recentemente seu contrato com o Real Madrid até 2026.

Fernando Diniz durante partida entre Brasil e Argentina no Maracanã – Daniel Ramalho – 21.nov.2023/AFP

Ao ser reconduzido ao cargo de presidente da CBF, Ednaldo teria estabelecido como um dos objetivos principais definir o técnico da seleção de maneira definitiva. O treinador do São Paulo, Dorival Jr, é um dos cotados para assumir a posição.

Como ele havia sido contratado como interino até a hipotética chegada de Ancelotti, e com a renovação do italiano com o Real Madrid, também deixou de fazer sentido manter um técnico tampão. A ideia é contratar um treinador que conduza a equipe até a Copa de 2026.

Leia também   Chegou a hora de o Brasil vencer a França, diz Pia Sundhage

Além disso, o retrospecto ruim de Diniz na seleção também pesou. Ele comandou a seleção brasileira em apenas seis jogos, todos pelas eliminatórias para a Copa de 2026.

Acumulou no período duas vitórias, com uma goleada de 5 a 1 na estreia contra Bolívia e por 1 a 0 contra o Peru, um empate com a Venezuela (1 a 1), e três derrotas para Uruguai (2 a 0), Colômbia (2 a 1) e Argentina (1 a 0).

O técnico teve o terceiro pior desempenho de um treinador à frente da equipe canarinho na história, com um aproveitamento de apenas 39%.

Leia também   Supercopa do Brasil abre temporada 2023 do futebol feminino

Levantamento da Folha com base no histórico da seleção mantido pela RSSSF Brasil (braço nacional da Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation) mostra que o técnico só fica à frente de Paulo Roberto Falcão e Chico Netto em termos de aproveitamento.

(Folha de São Paulo)

Read Previous

INSS começa a pagar aposentadorias com reajuste no dia 25

Read Next

Dívidas com o governo? Novo sistema busca agilizar consulta e cobrança