• 24/07/2024

Gilberto Gil anuncia aposentadoria dos palcos aos 82 anos

Seguindo os mesmos passos de Milton Nascimento, o icônico Gilberto Gil, patrimônio da música popular brasileira (MPB), anunciou que se aposentará no ano que vem. A notícia foi divulgada pela assessoria do cantor, de 82 anos, neste sábado, 29.

Por ora, a aposentadoria será somente para as apresentações em shows e festivais. Antes de se despedir de vez dos palcos, Gil ainda deve se apresentar no Brasil, Estados Unidos e Europa. O próximo show confirmado do cantor em terras brasileiras será na cidade de Curitiba (PR), no Teatro Positivo, no dia 9 de novembro.

Leia também   BBB 2021| Viih Tube acusa Lumena de não ouvir as pessoas e abusar da pauta racial

Ao todo, o artista baiano ficou em atividade por mais de 60 anos e se tornou um dos principais nomes do Tropicalismo e da música popular brasileira. Vencedor de 9 Grammys, coleciona mais de 780 músicas e quase 60 discos, tendo cerca de 4 milhões de cópias vendidas. O último trabalho gravado foi “Ok Ok Ok”, álbum lançado em 2018.

Histórico e icônico

Autor de clássicos como “Aquele Abraço”, “Refazenda” e “Andar com Fé”, Gil não só é um dos maiores expoentes da música no Brasil como também transcendeu a carreira como artista e conquistou espaços na política.

Leia também   Onde Está Meu Coração: nova série da Globo traz problemas das drogas

Em 1999, foi nomeado pela Unesco como “Artista pela Paz”. Chegou a se tornar ministro da Cultura nos dois primeiros anos do governo Lula, em 2003 e 2008, e também se tornou embaixador da ONU para agricultura e alimentação no começo dos anos 2000.

Desde 2022, o também escritor Gilberto Gil ocupa a cadeira de número 20 da Academia Brasileira de Letras.

A carreira como cantor começou nos anos 1960, ao lado de outros grandes nomes do Tropicalismo como Gal Costa, Caetano Veloso e Os Mutantes (com Rita Lee). Além de ser reconhecido como um dos fundadores do movimento, Gil também marcou a história da música brasileira como um dos artistas críticos ao regime militar de 1964, tendo sido exilado do Brasil em 1969.

Leia também   Editora Senac-DF lançará nesta terça-feira, em Brasília, o primeiro livro infantil de Lu Alckmin

Nos últimos anos, o cantor tem se apresentado em festivais no Brasil e no exterior. Em março de 2024, se apresentou no Lollapalooza e, em setembro, já tem shows agendados na China, Japão, Singapura e Coreia do Sul, segundo informações do colunista Ancelmo Gois.

(Portal Exame)

Read Previous

Chegada do inverno acende alerta sobre doenças respiratórias no DF

Read Next

Julho terá bandeira amarela na conta de luz, define Aneel