• 18 de junho de 2021

Real vai se fortalecer com avanço das reformas, diz Guedes

O real vai se fortalecer e a economia vai superar as expectativas este ano, à medida que privatizações, investimentos e reformas estruturais transformarem a recuperação cíclica em uma retomada sustentada, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Veja também

Como declarar dívidas no Imposto de Renda 2021

A reforma tributária está avançando e já há poucas resistências à reforma administrativa, disse o ministro à Bloomberg News na quinta-feira, ao prever que as duas propostas serão aprovadas neste ano.

“À medida que as reformas vão seguindo, todo mundo vai ver que câmbio está fora do lugar, que ele vai descer”, disse Guedes durante entrevista de 2 horas em seu gabinete em Brasília.

Leia também   INSS inicia força-tarefa para reduzir fila para benefício assistencial

“Eu acho que já fez um overshooting e vai recuar para um câmbio de equilíbrio. Se vai ser 5,00, 4,80, 3,00 reais. Eu tenho meu palpite, mas não vou falar.”

A moeda brasileira perdeu cerca de um quarto de seu valor em 2020 em meio a preocupações dos investidores sobre o aumentos dos gastos públicos durante a pandemia.

A recente valorização das commodities, juntamente com altas agressivas da Selic e uma melhor perspectiva fiscal, ajudaram a sustentar o real nas últimas semanas. Agora, a moeda brasileira mostra alta de cerca de 5,8% desde o final de março, com o melhor desempenho do mundo.

Leia também   Desemprego: novos dados do IBGE não devem mostrar melhora

Guedes previu que o país, após sofrer uma recessão menos dolorosa que seus vizinhos no ano passado, surpreenderá novamente em 2021 com a criação de 1 milhão de empregos nos primeiros quatro meses do ano. “Muitos países ainda estão no chão, mas o Brasil está de pé e começou a andar depressa”, disse.

O desempenho melhor do que o esperado, segundo ele, deve ser creditado aos programas do governo para ajudar os vulneráveis e proteger os empregos durante a pandemia. Juntos, esses programas causaram um rombo no orçamento, mas o que importa é que as despesas recorrentes continuam submetidas ao teto de gastos, disse o ministro.

Leia também   Receita libera hoje consulta a restituição do Imposto de Renda

Veja abaixo outros comentários do ministro:

Reforma tributária

  • O presidente Jair Bolsonaro e os presidentes da Câmara e do Senado concordaram em dividir em vários capítulos a reforma tributária para acelerar seu andamento.
  • Alterações nos impostos sobre a renda e o consumo serão primeiro submetidas à Câmara dos Deputados
  • Uma proposta de renegociação da dívidas tributárias será primeiro submetida ao Senado

Privatização da Eletrobras

  • Medida provisória que permite a privatização da Eletrobras deve ser votada na próxima semana, segundo Guedes. A discussão foi atrasada porque os parlamentares tentaram fazer alterações de última hora no texto

(Portal Exame)

Read Previous

Procon alerta sobre empréstimo consignado não autorizado

Read Next

INSS vai retomar prova de vida a partir de 1º de junho. Veja calendário