• 20 de maio de 2022

Maiores de 60 podem tomar 4ª dose contra covid a partir desta sexta (6)

Por Agência Brasília

O Distrito Federal começa a aplicar nesta sexta-feira (6) a segunda dose de reforço (quarta dose) da vacina contra a covid-19 para pessoas com 60 anos ou mais. A lista dos locais de vacinação está disponível no site da Secretaria de Saúde.

Veja também

GDF autoriza abertura de concursos para carreiras na área de saúde

O secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, ressaltou a importância dessa segunda dose de reforço. “É preciso atentar para o intervalo de quatro meses da primeira dose de reforço”, afirmou, durante coletiva de imprensa transmitida nesta quinta (05).

Leia também   Um “Estilo de Vida” saudável para jovens de escolas públicas

Outra novidade é a redução do intervalo entre a primeira e a segunda doses do imunizante da Pfizer-BioNTech, de 56 para 21 dias, inclusive para a versão pediátrica. A medida também é válida a partir desta sexta (6) e segue orientação do Ministério da Saúde.

Desde o início da campanha de vacinação contra a covid-19, em 19 de janeiro do ano passado, o DF contabiliza a aplicação de 6 milhões, 117 mil e 54 doses. A população vacinável, acima dos 5 anos, que já iniciou o ciclo vacinal, com primeira dose ou dose única, corresponde a 90,12% do total elegível.

Leia também   Ibaneis inaugura ampliação do Hospital de Ceilândia (HRC) que terá mais 70 leitos para pacientes com covid

Engajamento

O subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero, ressaltou o engajamento da população na campanha. “A nossa taxa de cobertura vacinal é uma das melhores do Brasil”, afirmou.

Porém, o subsecretário apontou que, entre a população acima de 80 anos, só 48,71% procuraram a segunda dose de reforço até agora. Quanto às crianças, o público estimado no DF de 5 a 11 anos é de 268 mil. Desse total, 165.187 receberam, pelo menos, a primeira dose.

Acima dos 12 anos, há 178 mil pessoas que ainda não iniciaram o ciclo vacinal. Outras 120 mil estão com a segunda dose atrasada e 900 mil podem receber a primeira dose de reforço, mas ainda não se vacinaram. “Só vamos ficar livres definitivamente do pesadelo da covid se todos participarem”, reforçou Divino Valero.

Leia também   Módulos vão trazer alunos para escolas perto de casa

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Read Previous

Câmara aprova quadro de servidores da Defensoria Pública da União

Read Next

WhatsApp: nova atualização libera reações com emojis