• 20 de janeiro de 2021

Pacientes de covid em tratamento de câncer podem ser contagiosos por meses

Pesquisadores analisaram amostras de saliva de 20 pacientes de câncer imunossuprimidos infectados com o novo coronavírus

Pacientes de covid-19 que receberam certos tratamento de câncer que suprimem o sistema imunológico podem continuar sendo contagiosos e capazes de disseminar o coronavírus durante dois meses ou mais, de acordo com um estudo publicado nesta terça-feira.

Atualmente, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) recomenda que, quando os pacientes têm um sistema imunológico comprometido, os profissionais de saúde devem tomar precauções adicionais, como usarem máscaras com respiradores no lugar de máscaras simples e isolar pacientes durante até 20 dias depois do surgimento dos sintomas.

Leia também   GDF assina acordo voltado para a proteção da mulher

No novo estudo, pesquisadores analisaram amostras de saliva e swab de 20 pacientes de câncer imunossuprimidos infectados com o novo coronavírus e descobriram que três ficaram contagiosos durante mais de três semanas depois que seus sintomas surgiram, incluindo uma mulher que continuou contagiosa durante 61 dias.

Os três pacientes haviam recebido ou um transplante de células-tronco ou uma terapia com células do sistema imunológico criadas com engenharia genética chamadas células-T CAR nos seis meses anteriores. Dois deles haviam desenvolvido caso graves de Covid-19 e nenhum tinha anticorpos do vírus.

Leia também   Governador Ronaldo Caiado apresenta caderno com 338 sugestões de emendas à bancada goiana

As recomendações atuais de saúde pública para pacientes de Covid-19 com sistemas imunológicos enfraquecidos se baseiam em dados limitados e podem ter que ser revisadas, disseram os pesquisadores em uma carta publicada pelo periódico científico New England Journal of Medicine.

(Reuters)

Avatar

Destaque DF

Read Previous

Depois de atingir maior marca desde maio, taxa de contágio cai no Brasil

Read Next

Pazuello diz que doses de vacina da AstraZeneca chegam ao país entre janeiro e fevereiro