• 26 de setembro de 2021

Bruna Marquezine prova a versatilidade da camiseta branca

O conforto é mesmo a grande tendência do momento, consequência da pandemia, que até a vacina chegar está longe de acabar. O tempo passado em casa e ainda por passar, nos fizeram ver que o as peças básicas e confortáveis são nossas melhores amigas. Não à toa as famosas têm aparecido com peças que transmitem comodidade, como Bruna Marquezine.

Veja também

Tendências de cabelo colorido: inspire-se na hora de mudar o visual

As peças fazem parte da campanha da Intímissimi, da qual é garota-propaganda há várias temporadas. Dessa vez, a marca italiana traz peças no novo algodão Ultrafesh Supima, com fibra 100% natural, para trazer a sensação de frescor e maciez, como se a pele estivesse sendo acariciada.

Leia também   Iza cria batom para peles negras em parceria com a MAC

“Quem me conhece sabe: sou simplesmente apaixonada por camiseta branca! Amo justamente o fato de ser básica, o que permite inúmeras possibilidades. Dá pra amarrar um nó na cintura, dobrar a manga, brincar com acessórios mais ousados, combinar com alfaiataria e peças de outras texturas, e o melhor: o conforto incomparável, especialmente esta da Intimissimi, que é super leve, fresquinha e se ajusta ao corpo como nenhuma outra que já usei antes”, afirmou Bruna Marquezine.

A atriz posou com três modelos das camisetas. A regata com alças largas, que custa R$ 69; a blusa com decote canoa e mangas três quartos, que sai por R$ 119; e a camiseta básica, com bolso frontal e modelo alongado, que pode ser usada com calça comprida, como ela fez, como vestidocurto, como camisola, ou como sua imaginação pedir. A peça custa R$ 149.

Leia também   Estudo avalia eficiência de 227 tipos de máscara vendidos no Brasil

História

Nascida como uma roupa de baixo, a camiseta tornou-se parte do vestuário masculino casual no século 19, mas sempre foi usada como peça debaixo, peça íntima, para proteção contra frio. “Eram usadas por baixo dos uniformes militares ingleses durante a Primeira Guerra e, segundo conta-se, os americanos gostaram da ideia e a levaram para os Estados Unidos. Mas quem colocou as chamada t-shirts (o nome vem da forma da letra T) como protagonistas do look foram os atores  Marlon Brando, que usava a peça para destacar seus músculos em “Um Bonde Chamado Desejo” (1951), e James Dean, como símbolo da rebeldia em “Juventude Transviada” (1955)”. O trecho é do  livro “101 Segredos para se Vestir Sem Erro no Trabalho”.   E, sim, a camiseta branca pode entrar desde um look informal a uma produção de trabalho.

Leia também   Parlamentares não chegam a um consenso para criar Região Metropolitana do DF

(Elas no Tapete Vermelho)

Read Previous

As 5 melhores séries para maratonar no próximo final de semana

Read Next

Condutores saem da reciclagem dirigindo e são autuados