• 30 de junho de 2022

GDF propõe reajuste de 32,5% para policiais militares e bombeiros

O GDF encaminhou ao governo federal uma proposta de medida provisória com um reajuste salarial de 32,5% para policiais militares e bombeiros. O texto, assinado nesta quarta-feira (20/11), propõe a incorporação do percentual aos vencimentos dos funcionários gradualmente a partir de junho de 2020, em seis parcelas, sendo duas a cada ano.

De acordo com executivo local, apesar da porcentagem ser menor que o reajuste pedido para Polícia Civil, de 37%,  a proposta deve equiparar os salários. A expectativa é de que a Presidência da República aprove o documento e encaminhe para votação na Câmara dos Deputados o mais breve possível. “Essa é uma proposta que já sai com o endosso da Presidência da República e tem muita chance de avançar. Nós estamos solucionando um problema de 20 anos que nem um outro governo nem estadual, nem federal teve coragem de avançar”, afirmou o governador Ibaneis Rocha (MDB).
Segundo o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presiência da República, Jorge Oliveira, GDF e governo federal devem ajustar alguns detalhes a respeito do Fundo Constitucional do DF (FCDF) para que a medida avance. “Nós estamos recebendo as recomendações do Tribunal de Contas da União, vendo uma mudança específica na configuração jurídica do FCDF, para que a gente possa, com tranquilidade, dar o aumento, ou as recomposições salariais necessárias a polícia militar, civil e ao corpo de bombeiros do DF”, declarou.
Em março,o Tribunal de Contas da União (TCU) proibiu que o Governo do Distrito Federal continuasse a recolher o Imposto de Renda das categorias. O governador Ibaneis Rocha, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de reverter a decisão do órgão, que também previa pagamento de R$ 10 bilhões pelo total acumulado desde 2003. Apesar de liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello suspender a mudança, não houve decisão definitiva por parte da Suprema Corte.
(Correioweb)
Leia também   Sete estabelecimentos comerciais são interditados por descumprir normas sanitárias

Read Previous

Defesa Civil emite alerta de chuvas fortes em regiões do DF

Read Next

Águas Claras recebe Expo Lind’s