• 14 de maio de 2021

Itaú demite 50 funcionários que solicitaram auxílio emergencial

Itaú Unibanco decidiu demitir 50 funcionários que solicitaram, em 2020, o auxílio emergencial fornecido pelo governo federal de R$ 600 para desempregados e trabalhadores informais afetados pela pandemia. A informação havia sido divulgada mais cedo pelo jornal Folha de S. Paulo e foi confirmada à EXAME pelo banco.

O Itaú emitiu um comunicado interno em que divulgou as demissões. Em nota, o banco afirma que a ética é um valor fundamental, que deve ser cultivado não apenas nas decisões da instituição, mas também dos seus colaboradores. Assim, o pedido configura desvio de conduta.

Leia também   Carrefour Brasil afirma que está tomando providências após assassinato de cliente

Segundo as regras do governo, quem tem emprego ou recebeu acima do teto de R$ 28,5 mil do Imposto de Renda de 2018 não tem direito ao benefício. Não está claro, porém, se os ex-funcionários do Itaú receberam o auxílio.

Nesta quinta-feira, o Senado aprovou o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial, que abre caminho para uma nova rodada do auxílio emergencial.

As novas parcelas do auxílio emergencial devem ser de quatro parcelas de R$ 250, nos meses de março, abril, maio e junho, a fim de combater os efeitos econômicos nocivos da pandemia da covid-19.

Leia também   Forças Armadas ampliam produção de álcool em gel e cloroquina

(Portal Exame)

Read Previous

Saúde ativa mais 16 leitos de UTI Covid no Hospital de Campanha da PM

Read Next

Municípios goianos fecham as portas para Marconi Perillo em 2022